segunda-feira, outubro 15, 2007

de casa às costas

Que estranha esta paz cinzenta que distribuo por mesas redondas de amigos encontros. Ou os caixotes despidos à espera de uma mudança. Quedam-se tranquilos como desconhecendo qualquer agitação. E eu, sabedora do turbilhão que me aguarda, sou como eles, embevecidamente estática, saboreando o virar das horas tranquilas, impregnadas do silêncio que antecede a tempestade. Talvez porque saiba perdoar à vida. Ou porque lhe encontro um oculto sentido. Ou porque tenha crescido nesta ausência de acontecimentos. E como me apazigua estender a mão, perceber da minha imunidade ao ódio e ao desalento. Enquanto sonho com novas janelas. Com o merecido repouso do cansaço que me espera. Neste interlúdio de aceitação, dou-me conta que a minha alma transpira de fé. De como aprendi a olhar o vazio como promessa. Ou a pintar a paz numa caixa de cartão.

11 Comments:

Blogger vague said...

foste nomeada lá em casa, amiga...

10:22 da tarde  
Blogger a-bordo said...

sereno e belo

6:23 da tarde  
Blogger Obra-Vida Híbrida said...

chegui aqui por conta deste post: http://bastetbastet.blogspot.com/2005/06/despindo-te.html

sou brasileira, mas adoro a literatura portuguesa. me encantei pelos teus escritos, ainda vou degustá-los com toda a contemplação que merecem.


www.nocturnashoras.blogspot.com

5:15 da manhã  
Blogger Bastet said...

vague: já lá fui agradecer a honra.

a-bordo: os quarenta trazem, finalmente, o encontro de alguma serenidade e, espero, venha com ela a beleza :)*

obra-vida hibrida: é sempre com surpresa que verifico o que a net possibilita: este voar além fronteiras. Fiquei encantada por alguém de tão longe me visitar e gostar do que escrevo. Obrigada.

10:19 da manhã  
Blogger batista filho said...

tuas palavras continuam a me enternecer como da primeira vez que as conheci.

um beijo fraterno e saudoso.

11:30 da manhã  
Blogger Bastet said...

Querido amigo!

Pensava que nunca mais ia ouvir falar de ti! Sejas bem aparecido! Foi bom saber que continuas por aí. Cheguei a pensar que tinhas fugido para a ilha dos mutuns e que já não querias saber de gatas :)

Um abraço forte.

11:36 da manhã  
Blogger Black CatDog said...

Colega felina, deixa-me que te diga que és uma gata talentosa.
Belo post.

6:27 da tarde  
Blogger Bastet said...

brrrrr, ronnnnn, miau! :)

11:01 da manhã  
Blogger Caracolinha said...

Olá querida, se puderes passa na casca e assina a petição.

Divulga.

Obrigada.

Beijo encaracolado.

12:19 da manhã  
Blogger DDS said...

Só para dizer que sou leitora de seu blog desde há séculos e decidi comentar agora por sinto falta de ler algo novo.

Cariños!
http://tungstenica.blogspot.com

4:06 da manhã  
Blogger Bastet said...

DDS: obrigada pela atenção e pelo beliscão no braço :) vamos lá ver se sai então alguma coisa... Ultimamente as palavras andam esquivas... ou melhor, sou eu que ando sem grande tempo para as agarrar!

Um beijo e mais uma vez, muito obrigada!

10:26 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home