segunda-feira, agosto 20, 2007

dos detalhes

Nunca fui dada a detalhes. Colho tudo pela rama. Rápida, abrupta e fartamente. Mas a vida ensina e o percurso é pedagogo, e eu, apesar de aluna desatenta, sorvo o sumo das súmulas conclusivas e entendo, perspicaz (!), que há, afinal, diferenças abissais entre os detalhes. A saber: detalhes gigantes, detalhes anões e detalhes sacanas.
Os gigantes, erroneamente tidos por detalhes, são tão visíveis que toda a gente os topa à légua; os anões, ou detalhes propriamente ditos, apropriados ao gosto dos picuinhas ou de detectives mete nojo; e, oh! Deus meu!, os detalhes sacanas, esses detalhes que só são detalhes para o resto do mundo, que toda a gente desvaloriza mas que para nós, no nosso íntimo, se agigantam e ganham proporção incomensurável. Inviabilizam qualquer relação porque em nós deflagram o escárnio, a mais secreta maledicência e mesquinhez. E por mais que nos sintamos horríveis, porque afinal nada mais são do que meros detalhes, esses detalhes sacanas, esses sacanas desses detalhes, transformam um príncipe num sapo e eu, que quereis (!?) sou alérgica a batráquios!

2 Comments:

Blogger SGC said...

Pois, os meus detalhes preferidos tb são os sacanas...
(mas os reclames da sapo são mto engraçados ;-))

Abraço, Bastet!

5:17 da tarde  
Blogger Bastet said...

Ah, os sacanas têm muito mais graça! Essa é que é essa! :)*

12:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home