quarta-feira, setembro 13, 2006

dois é bom três é demais!

Diz o ditado, não é? E eu que nestas coisas não gosto de desafiar a sabedoria milenar, tenho dois gatos. Um preto, com um farrapinho de leite no pescocito, meigo como o mel, e o outro. O tigre. A fera. Desde o início que este gato foi problemático. Veio para minha casa a pedido de um amigo, primeiro por horas, depois por dias, até que a ambientação foi possível sem que ambos se engalfinhassem um no outro, entre bufadelas e eriçadelas de pêlo. Há que confessar que o tipo é lindo! E sabe muito bem disso. Talvez por isso abuse das traquinices, certo que está que ninguém expulsa um Apolo de casa! Exibe orgulhosamente a barriga felpuda e laranja, espreguiçando-se ardilosamente nos tapetes. Quando eu, atraída pelo engodo, vou de lhe fazer uma festinha na apetitosa almofada barriguenta, sou brindada invariavelmente com uma bela mordidela nos dedos, como quem diz: vê mas não mexe! Enfim!, mas a isto já eu me resignei. Tento agora resignar-me ao facto de ele fazer xixi fora do tabuleiro de areão, elegendo para a descarga da bexiga, um canto da cozinha junto ao móvel onde guardo as especiarias (talvez lhe agrade o cheiro a caril...). Já aprendi a deixar a porta da casa de banho fechada para que não seja eleita a minha banheira como receptáculo do líquido amarelo e pestilento, até porque a brincadeira já me custou dois tapetes anti derrapantes no lixo e um cortinado de patinhos amarelos do qual eu muito gostava.
Diariamente chego, pois, à cozinha e olho para o canto marcado no mapa com o x (de xixi) e limpo, desinfecto, desodorizo, sem fazer disso grande alarde mas, digo-o agora, com alguma canseira e raiva associadas. Tinha assumido que o gajo não batia bem da bola, que era o rantanplan dos gatos, que tinha um qualquer estranho fetiche por mijar fora do penico. Mas comigo nunca nada é tão simples. Posta a questão, à laia de conversa, com a veterinária que deles cuida mui carinhosamente, alvitrou a especialista uma hipótese surreal... Ele deve ter três testículos... Ah, pois é! Ele foi-me entregue castrado, mas apenas bi castrado. O outro, guarda-o ele incluso, para continuar a ter ganas de marcar território e empestar a minha cozinha, e as minhas folhas de louro e o meu açafrão! Digam-me vós, com tanto gato que por aí anda, logo a mim tinha que me sair um com três tomates?!! Livra que é mesmo demais!

9 Comments:

Blogger Fausta Paixão said...

Ó minha querida amiga, a sua brilhante descrição levou-me o pensamento para o reino da ficção: o que eu poderia fazer com um gatão assim apetrechado!!!
Pergunte à sua veterinária (salvo seja) se esse erro de gestação também acontece com os humanos. Se ela disser que sim, ela que mande o endereço...

8:49 da tarde  
Blogger Bastet said...

:D eh, eh, eh, só mesmo a Fausta para se lembrar disso, sim porque se não fosse o seu comentário já nem me lembrava onde tinha posto o papelinho com a morada...

9:28 da tarde  
Blogger MRF said...

para quem teve gémeos (bastaram dois testículos..., que se saiba), essa dos 3 testículos não é assim tão abonatória! LOL

mas olha, por que não pões um vaso no sitio X? talvez ele desista e abandone esse território... ou salte para cima, e assim, enfim, é só mais uma plantinha que morre devido à "acidez da atmosfera" :)

beijo enorme às gatas

2:02 da tarde  
Blogger Bastet said...

Olá MRF, saudades tuas e das tuas melgas! Agradeço a sugestão mas vou contar-te porque não resulta: Já pus no local o balde do lixo e o que aconteceu foi ele ter mudado de sítio para junto da máquina de secar... Vai daí há que arredar a máquina e limpar tudo... ainda dá mais trabalho! O defeito do sítio eleito por ele é que suspeito que o líquido venenoso se infiltre por debaixo do móvel da cozinha que não é possível arredar... A solução será submetê-lo a uma operação para castrar o dito restante...
Enfim... Desgraças! :)

3:24 da tarde  
Blogger MRF said...

e atirar o gatinho pela janela, já pensaste nisso? LOL

2:23 da manhã  
Blogger Bastet said...

Já MRF, já pensei, até porque moro num andar suficientemente alto para o gajo perder uma das suas sete vidas... mas depois, diz-me, sobre que postaria eu? O que mais na vida me daria razão para tanto queixume e post melancólico? Esse gato é a minha musa da desgraça. Bem... ele há outra musa talvez, mas não vamos agora falar disso! LOL :)*

12:07 da tarde  
Blogger jp said...

é capar!
simples e higiénico
;p
ou então ele que venha fazer uma vista ás minhas, que sai capado, e fica mais barato
:D
(porcaria de gato esse)

12:15 da manhã  
Blogger Hipatia said...

Eu, que conheço bem a fera - e que linda que é a fera! - não consigo aprovar as soluções "gato pela janela fora", apesar de me lembrar bem do cheiro que deixamos na tua casa de banho quando tentamos combater o bedum com incenso... Vai dai, acho que tens mesmo de lhe tirar o incluso. E eu até sei que és gaja para o deixar bem capado, que está visto que à primeira foi feito por quem não tinha as tuas unhas, gata :)))

4:48 da tarde  
Blogger Bastet said...

JP, castrado, como eu digo no meu texto, já ele foi! Tem é um terceiro testículo que para ser castrado obriga a uma operação mais complexa uma vez que está incluso. Mais complexa ou seja bem mais cara :( e agora... há que esperar pelo Pai Natal!

É lindo não é Hipatia? Só de olhar para ele até consigo perdoar as malandragens! :)

5:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home