sexta-feira, outubro 07, 2005

reflexão (des)animada

Como não fiz campanha, fui assistindo impávida à campanha dos outros. Agora que a campanha termina, assalta-me o pânico do período de reflexão. É que, ou perdi as minhas capacidades cognitivas conjuntamente com a minha consciência cívica ou, tornou-se por demais clarividente que entre trampa não se escolhe.
Como tal, ainda estou para decidir se no Domingo não ficarei a ver o canal Disney. Convenhamos que o Pateta, o Mancha Negra, os Metralhas, os idiotas e os ladrões, contrabalançam com o Mickey, com os "tiras", com os super heróis, devidamente reconhecidos e prestigiados pela população de Patópolis pela justiça, pela competência, pelo trabalho em prol do bem e da comunidade mas, e neste mundo (ir)real meu Deus, quem contrabalança com quem, neste panorama de políticos (des)animados e desanimadores?

13 Comments:

Blogger Barão d'Holbster said...

Em casa não podes ficar. Lembra-te da lição do "Ensaio sobre a lucidez", mas vota...

5:51 da tarde  
Blogger th said...

Já é Outono, "enevoece", mas nem que chova a potes vou "cruzilhar". Desta vez sei em quem, mas na próxima, em Janeiro, mesmo que "neva" e eu não veja claro, coloco várias Xs para marcar presença...

7:10 da tarde  
Blogger Hipatia said...

Eu vou lá. Vou sempre. Só não sei se ponho alguma cruz antes de dobrar o papel. Sinto, cada vez mais, este acto como um outro falhanço da minha consciência cívica. Mas é a que tenho, a que me obriga a engolir uns quantos sapos e me faz, vez após vez, tirar o pó ao cartão de eleitor e ir lá...

8:28 da tarde  
Blogger Bastet said...

Pois, para variar também lá irei mais que não seja em honra de quem tanto lutou para que existisse o direito ao voto. É este um exemplo claro de um direito/obrigação e eu cumprirei a minha! :/

12:07 da tarde  
Blogger adesenhar said...

hummm!
...ponho a cruz e dobro o papel!
...dobro o papel e ponho a cruz!
ou resisto à minha habitual tentação, de dar largas à minha imaginação quando tenho um papel e uma caneta na mão, fazendo um esquisso a condizer com o momento solene!

:))))

6:58 da tarde  
Blogger MRF said...

"semos" duas. com vontade de ficar em casa a ver o corropio eleitoral

- que, como na Disney, tem os mesmos personagens há várias gerações, e que, como na Disney, "morrem" num episódio mas aparecem vivos no seguinte -

sabendo de antemão que nenhum resultar nos vai animar.

1:08 da manhã  
Blogger MRF said...

corrijo: nenhum resultado...

1:09 da manhã  
Blogger Asulado said...

Eu já lá fui, e pus não uma mas três cruzes. Gosto da fartura que as autárquicas nos proporcionam.

3:12 da tarde  
Blogger Noite said...

Essa minha dúvida está forçosamente resolvida pela distância! ;)

5:08 da tarde  
Blogger jp said...

eu não fui.ponto.
:-/

10:20 da tarde  
Blogger th said...

E o que é que a gente há-de fazer, hem?
beijo votado, th

3:45 da manhã  
Blogger Bastet said...

Fui lá. Deixei os meus votos. Voltei para casa. Assisti estupefacta a algumas vitórias. Que raio de País este!

11:22 da manhã  
Blogger batista filho said...

É a tal da bobalização... eu disse "bobalização"?... não seria globalização?!... Não, é bobalização mesmo. Pra tudo quanto é lado é como se vivessemos o triunfo de nova era de trevas, um retrocesso em todos os quadrantes: a corrupção à solta, à rir daqueles que não se adequam ao dito jogo político. Apesar de tudo, não descrer dos nossos ideais. Tudo passa. Essa era também passará. Quem sobreviver, verá.

3:06 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home