quinta-feira, agosto 18, 2005

mãe

Há sempre um dia em que os pequenos pedaços se juntam e os traços formam sulcos, rugas. Há um momento exacto em que nos apercebemos da mudança apesar da suave constância deste percurso. E quando o pilar ao qual nos fundimos, repousa o cansaço nos nossos ombros, pedimos o milagre do retrocesso, renegamos a impossibilidade da ressurreição. Depois, há uma lágrima que antecede nostálgica o sorriso com que agora te abraço, ao mesmo jeito secular que contigo aprendi quando era minha a fragilidade.

13 Comments:

Blogger Caracolinha said...

Fazer chorar não vael ... beijinho emocionado ~:o)

3:33 da tarde  
Blogger th said...

E é neste abraço, quando o podemos dar, que envolvemos a ternura...com um beijo, para ti, th

4:37 da tarde  
Blogger Bastet said...

Obrigada às duas das pessoas mais ternas da blogosfera :)

10:25 da tarde  
Blogger Bastet said...

Só mais uma coisa para a theo, este abraço também te envolve a ti que chegaste a mim por causa de um comentário sobre a minha mãe. Não me esqueço da doçura do que então disseste. Um beijo para ti :)*

10:27 da tarde  
Blogger th said...

...e que eu recebo, com humildade e retribuo, th

12:51 da manhã  
Blogger mc said...

Logo de manhã... ficar comovida... Não dá!!!
Tu realmente... é como se diz na lingua inglesa ("fica sempre bem e não atraiçoa ninguém"):
You really do have a way with words!!!

bjos grdes da mc

10:33 da manhã  
Blogger balzakiana said...

Se calhar porque sou mãe de uma linda caipira, fiquei babada com este textoe.Devia ser enviado a todas as mães de Portugal( tipo carta de candidato autarca)para sabermos que as nossas filhas afinal até ainda precisam do nosso colinho. Obrigada

11:18 da manhã  
Blogger Bastet said...

Olá mc! Como também se diz é de manhã que se começa o dia :) beijinhos para ti e para o duda.

11:18 da manhã  
Blogger Bastet said...

Precisamos de colinho pois balzakiana :) e a sua filhota bem que se "chorava" no outro dia com falta do seu que eu bem ouvi :)

11:20 da manhã  
Blogger sharkinho said...

Por coincidência a minha mãe faz anos neste dia. Gostava de lhe saber dedicar um texto tão bem esgalhado. Estiveste bem, rapariga.

7:06 da tarde  
Blogger Bastet said...

Olá sharkinho! Lá disse alguém que não há coincidências :) um beijo especial para a tua mãe e outro para ti.

1:46 da manhã  
Blogger vague said...

Bastet, não te visito há tantos dias quantos os q não tenho entrado em blogs e net - pousei neste texto e, olha, deixo
um abraço e um beijo para a tua mãe, senhora especial que é, não só por ti, mas por ela, que o é!
Envia-lhe um beijo meu.
Até*

7:09 da tarde  
Blogger Bastet said...

Maria Vague só dizes isso porque ela é a tua fã n.º1! :)

11:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home