terça-feira, maio 17, 2005

carpindo pedaços

Esfrangalhou-se! Desfez-se todinho! - Dizia ela a falar do seu coração como quem fala de primo ausente e fazendo sentir nas palavras o acto de despedaçamento a que fora sujeita. Parecia até que se ouviam as onomatopeias dos cacos à solta por dentro dos seios. Não se conhecia mestria que pudesse dar forma ao órgão escangalhado nem cola forte que sustivesse os pedaços lá por dentro do seu corpo. Acompanhava de prantos as frases sufocadas por soluços, esborratando a tinta que punha nos olhos para o alongamento dos cílios. E nada havia que alguém lhe dissesse que lhe fizesse agrado ou consolo, porque dor maior ninguém jamais sentira nem poderia sequer almejar sentir, ou seria um desrespeito. Então, calavam-se à sua volta, engrandecendo o ruído do coração esmigalhado que ecoava na mudez das paredes caiadas como selando o pacto do seu sofrimento. Por ali se quedavam velando o defunto coração feito em pedaços e já adivinhando outras má sortes.
Já lá ia algum tempo sem morte aparente, o que levantava suspeitas de que o coração estaria inteiro ou de algum estranho mister que o fizera resistir destroçado. Verdade se abone que as queixas se haviam reduzido bem como o barulho do seu chocalhar. Pranto seco ou esporádico já não enfeitava de dor os suspiros e as lamúrias. Levantou-se o decreto de luto e os arraiais de carpideiras a quem o sustento já pesava na dispensa. Foram-se à rotina com o esquecimento da tragédia mas não sem que ela ainda lhes dissesse que jamais existiria reparo que lhe acudisse e que a morte era agora a sua vida.

8 Comments:

Blogger Softy Susana said...

que coisas lindas que tens escrito... e eu que tenho andado tão alheada de tudo isto... assim que tiver mais tempo (em breve, espero!) voltarei a ser leitora assídua, prometo! ;)
beijinhos,

9:53 da tarde  
Blogger Bastet said...

Cá te espero Softy. Beijinho para ti e obrigada :)

9:55 da tarde  
Blogger o net pulha said...

Xô, xô, camandro! Cena dark, chavala! Tens que ir comigo e com o FA dia 26 aos Catita, ai tens, tens!

2:09 da manhã  
Blogger Bastet said...

Irmãos Catita? Tô lá :)

10:52 da manhã  
Blogger Judite said...

http://www.afundasao.com/html/diciordinario.htm

É ordinário. Muito. Foi-me enviado por um amigo com sentido de humor. Aqui verás o verdadeiro significado da palavra
«esfrangalhar»... ;)

E com este sol, corações partidos colam-se num instante...

5:47 da tarde  
Blogger Bastet said...

:) xi! vou passar a consultar este diccionário antes de escrever ;) e vou recomendar à D. Jurema que apanhe sol a ver se o coração se lhe cola! :)***

8:57 da tarde  
Blogger Judite said...

Cola tudo. O sol, a música... cola tudo. Até a derrota do FC Porto. Tudo tem remédio e emenda.

9:10 da tarde  
Blogger São Rosas said...

Gosto de saber que o DiciOrdinário é útil ;O)

10:44 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home