segunda-feira, fevereiro 28, 2005

três noites


Na primeira noite uivou à lua. E os uivos perderam-se no silêncio.
Na segunda noite rezou. E as preces devolveram-lhe os uivos e o silêncio.
Na terceira noite deitou-se conformada. E a lua trouxe-lhe a manhã.


1 Comments:

Blogger lena said...

!!!

:)*

12:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home